quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

 “tira a fdp dessa cara meu”, de te rires enquanto bates  com os pés no chão ao mesmo tempo, de me agarrares no braço e me contares as tuas coisas, de te rires  sem vontade e logo a seguir fazeres aquela cara de nojenta  que mete sempre piada, de fazeres “brrrrrrrrr” sempre que estas  a fazer alguma coisa e não consegues, de  te  levantares-te  e os teus ossos estalarem todos, de me fazeres de burra, de  te rires de mim quando digo algo que não tem nada a ver, de falares sempre quando devias estar calada, de começares a dançar sempre que ouves uma musica, de “não sejas otária meu”, de me mandares mensagens lindas, de me sentar no teu colo sempre que me apetece, de não teres vergonha de mim, de chorares comigo, de estar-mos a comer e eu sujar-me sempre e tu começares-te a rir, de não gostares de eu ter a caixa de mensagens cheia, por ficares chateada comigo porque estou com uma cara que tu não gostas, de falares muito alto, de te rires dos outros, de me deixares sem palavras, de me abraçares, de me ligares a contar tudo, de me falares dele, de me ouvires falar dele, de dizer que as minhas coisas são feias, de não gostares que não te responda ás mensagens, de estares sempre a tirar fotos quando não quero, de me perceberes, de te preocupares comigo, de teres o cabelo sempre de pé, de gostares de beber água e eu não, de comeres um mcflurry e trincares a colher toda, de ser sempre eu a esperar quando vens ter comigo ao parque, de gostar-mos dos mesmo chocolates, de contares as minhas moedas pretas, de comeres pipocas comigo, de apanhares secas comigo, de me conheceres como eu te conheço a ti. Amo-te e nunca te esqueças que és a melhor de todas minha vida! 

2 comentários:

  1. minha mnelhor amiga, nós agora não vamos pensar, vamos viver. vou estar sempre contigo, para o que der e vier. amo-te, e isso tapa qualquer buraco.

    ResponderEliminar